Automobilismo FórmulaF1

F1 – Haas confirma estreia de Pietro Fittipaldi na F1 no GP de Sakhir

Pietro Fittipaldi será o primeiro brasileiro a disputar um GP na F1 após aposentadoria de Felipe Massa da categoria em 2017 e o quarto integrante da família Fittipaldi a disputar um GP

O brasileiro Pietro Fittipaldi fará sua estreia na F1 com a Haas no Grande Prêmio de Sakhir, neste próximo domingo (6), substituindo Romain Grosjean. O piloto francês se recupera de forte acidente ontem no GP e, por conta de lesões nas mãos, não poderá competir na 16ª etapa do Mundial de F1, que também será sediada no Circuito Internacional do Bahrein.

Fittipaldi participou da maioria dos eventos da F1 em 2020 como piloto reserva e de testes. Aos 24 anos, o brasileiro tem no currículo o título da World Series Formula V8 3.5 conquistado em 2017, disputou provas na Indy em 2018, fez a temporada completa da DTM em 2019 e é neto de Emerson Fittipaldi, bicampeão mundial de F1 e duas vezes vencedor das 500 Milhas de Indianápolis.

Pietro testou anteriormente os carros VF-18 e VF-19 da Haas nas temporadas 2018 e 2019, respectivamente nas pistas de Abu Dhabi, Barcelona e justamente no Bahrein. Os treinos livres desta sexta-feira vão marcar a estreia de Fittipaldi com o modelo VF-20, carro da atual temporada.

“Depois que foi decidido que a melhor coisa para Romain (Grosjean) era ficar de fora por pelo menos uma corrida, a escolha de colocar o Pietro (Fittipaldi) no carro foi bem fácil. Pietro vai pilotar o VF20 e ele está familiarizado com o fato de estar conosco na equipe nas últimas duas temporadas como piloto reserva e de testes. É a coisa certa a fazer e é, obviamente, uma boa oportunidade para ele. Ele tem sido paciente e sempre foi preparado para esta oportunidade – e agora ela chegou. É por isso que o queremos no carro e tenho certeza que ele fará um bom trabalho. É muito exigente ser chamado no último minuto, mas, como eu disse, é a coisa certa a ser feita pela Haas”, afirmou o chefe da equipe Guenther Steiner.

Pietro Fittipaldi comentou sua estreia na F1. “Primeiramente, estou muito feliz pelo fato de que o Romain (Grosjean) está seguro e se recuperando muito bem. Estamos todos bem aliviados e mais tranquilos por seus ferimentos serem relativamente menores depois de um incidente tão grande. Obviamente, não é um conjunto ideal de circunstâncias para ter minha primeira oportunidade de competir na Fórmula 1, mas sou extremamente grato a Gene Haas e ao Guenther Steiner, que tiveram fé em me colocar para pilotar neste fim de semana”, diz Pietro.

“Tenho trabalhado diretamente com a equipe nesta temporada, tanto auxiliando o trabalho feito na pista quanto nas sessões de treinos de simulador, então estou familiarizado com a operação da equipe e procedimentos em um final de semana de GP. Vai ser emocionante começar minha primeira corrida na Fórmula 1 – darei o meu máximo e estou ansioso para começar os treinos livres na sexta-feira aqui no Bahrein”, completa o brasileiro.

Pietro Fittipaldi, Haas VF-19

A 16ª etapa da F1 2020 será o Grande Prêmio de Sakhir, utilizando um layout diferente, o do traçado externo de 3,5 km do Circuito Internacional do Bahrein pela primeira vez. Os treinos livres começam nesta sexta-feira, o classificatório será no sábado e a corrida está programada para este domingo às 14h10 (horário de Brasília).

Perfil completo de Pietro Fittipaldi:

Data de nascimento: 25/06/1996

Neto do bicampeão campeão mundial de Fórmula 1 e vencedor das 500 Milhas de Indianápolis em duas oportunidades, Emerson Fittipaldi, Pietro Fittipaldi começou sua carreira nas pistas de kart dos Estados Unidos entre 2006 e 2010. Depois, fez sua estreia em carros de turismo em 2011, onde foi coroado campeão e eleito o “Novato do Ano” na NASCAR Whelen All American Series for Limited Late Models.

O pilotou subiu para a categoria Late Models em 2012 e ganhou outro título de “Novato do Ano” para o Brasil, vencendo na sequência a Pepsi 200 Fall Brawl, a maior corrida de Late Model da temporada.

Logo depois, em 2013, Pietro se mudou para a Europa, onde começou a correr de monopostos. Fittipaldi competiu na Fórmula 4 Inglesa e na Fórmula Renault. O brasileiro dominou a temporada de 2014 no Protyre Formula Renault Championship ao ser campeão com 10 vitórias em 15 corridas.

Em 2015, Pietro disputou a Fórmula 2000 da MRF Challenge, campeonato disputado com várias provas na Ásia e que teve a consagração do brasileiro com o título em janeiro de 2016, na Índia. Foram quatro vitórias e nove pódios conquistados pelo brasileiro no campeonato.

Na sequência da temporada 2016, Pietro Fittipaldi disputou a Fórmula 3 Europeia da FIA, onde conquistou três pódios. Outro título em monopostos para Pietro viria no ano seguinte, em 2017, quando o piloto triunfou na Fórmula V8 3.5, campeonato também conhecido como World Series. Foram seis vitórias, 10 pódios e o recorde histórico da categoria com 10 pole positions.

Em 2018, Pietro retornou aos Estados Unidos para competir na Indy com a equipe Dale Coyne Racing. A estreia do piloto aconteceu em abril no circuito oval de Phoenix. A sequência do piloto na categoria foi interrompida em maio por causa de um acidente durante os treinos para as 6 Horas de Spa-Francorchamps, prova do WEC em que Fittipaldi era um dos participantes. O piloto teve as duas pernas quebradas e precisou passar por cirurgias e um processo de recuperação.

Pietro retornou para os seus compromissos na Indy no final de julho no GP de Mid-Ohio. O brasileiro participou das últimas cinco corridas do ano e teve como melhor resultado o nono lugar no GP de Portland, que foi realizado em setembro.

Em 9 de novembro, na antevéspera do GP do Brasil de Fórmula 1, Pietro Fittipaldi foi anunciado oficialmente como piloto de testes da Haas para a temporada de 2019. O piloto brasileiro ainda fechou o ano de 2018, em 27 de novembro, com sua primeira experiência em um carro de Fórmula 1 nos testes oficiais da Pirelli no circuito de Yas Marina, em Abu Dhabi, onde Pietro pilotou o carro da Haas pela primeira vez.

Em 2019, Pietro disputou a temporada completa da DTM, principal campeonato com carros de turismo do mundo. Ele realizou testes com a Haas nas pistas de Barcelona e do Bahrein na temporada, além de trabalhar no simulador da Haas. Em 2020, Pietro foi contratado como piloto reserva da Haas, viajando com a equipe para os finais de semana de corrida onde fica à disposição da equipe caso algo impeça os titulares de participar em um GP – situação que ocasionará sua estreia na F1 no próximo final de semana no GP de Sakhir.

Sobre a Haas F1 Team:

A Haas F1 Team estreou no Campeonato Mundial de Fórmula 1 da FIA em 2016, tornando-se a primeira equipe americana de Fórmula 1 desde 1986. Fundada pelo industrial Gene Haas, a Haas F1 Team é sediada nos Estados Unidos no mesmo campus em Kannapolis, Carolina do Norte, de sua equipe vencedora da NASCAR, a Stewart-Haas Racing. Haas é o fundador da Haas Automation, o maior construtor de máquinas-ferramenta CNC na América do Norte, e ele é presidente da Haas F1 Team.

 

 

 

Fonte: RF1

Foto: Haas/RF1

Etiquetas

Alex De Peder

Apaixonado pelo Automobilismo, essa paixao me fez criar um site para todos terem a mesma informação que sempre gostei de receber. 'Tudo posso naquele que me fortalece'

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
X