AutomobilismoStock Car

Stock Car – Stock Car faz 1ª etapa com embalada por muitas novidades para 2020

Categoria abre a temporada em Goiânia de olho nas estreias dos campos desportivo e técnico

O adiamento das provas do primeiro semestre não arrefeceu o ânimo dos pilotos e equipes da Stock Car. A principal categoria do Brasil abrirá a temporada no próximo domingo (26) no

Autódromo Internacional de Goiânia apresentando uma série de importantes novidades técnicas e desportivas que prometem mexer com a relação de forças de um dos mais competitivos campeonatos do mundo. Devido aos efeitos da pandemia, a categoria também fará pela primeira vez uma corrida sem a presença do público e respeitando um rígido protocolo de segurança aprovado com as autoridades sanitárias locais, com o objetivo de preservar a saúde de todos os envolvidos.

Ricardo Maurício: sempre competitivo e novamente candidato ao título

Para o público, no entanto, há uma novidade importante: as tomadas de tempo para definição do grid, serão transmitidas ao vivo no sábado a partir das 16h20 pelo canal Sportv. As duas corridas de domingo terão início às 11h30 e 12h20, e também serão mostradas ao vivo. A transmissão acontecerá a partir das 11h15, desta vez pelo Sportv2.

Ricardo Zonta será um dos nomes a utilizar o novo Corolla Stock Car

No campo técnico a novidade mais aguardada é a estreia dos dois novos carros: o Chevrolet Cruze Stock Car e o Toyota Corolla Stock Car se enfrentarão na pista pela primeira vez de forma oficial. O projeto dos dois modelos começou a ser testado no final de 2019, incorporando os monoblocos originais, apêndices aerodinâmicos e material compósito. Somando a nova estética bastante agressiva ao ronco mais agudo típico de carros de categorias de ponta e ao efeito visual de labaredas emitidas pelo escapamento nas trocas de marcha, o carro tem tudo para agradar aos fãs.

Diego Nunes competirá com o Cruze, assim como seu parceiro Allam Khodair

Na pista, os dois modelos passaram por avaliações com os pilotos de testes da categoria nos circuitos de Velo Città, Velopark, Cascavel, Interlagos e Curitiba. A partir de março, foi a vez dos pilotos oficiais das equipes avaliarem os carros, que agradaram os competidores em função da relação potência versus equilíbrio, combinada com as novas exigências em termos de técnica de pilotagem.

O jovem Bruno Baptista venceu uma etapa em 2019

No cenário desportivo, a Stock Car traz novidades. A mais evidente é a formação de duplas extremamente fortes em termos de disputa de campeonato. Apesar de buscarem a vitória individualmente, a cumplicidade entre os parceiros de equipe será fundamental nesta fase de aprendizado e descobertas técnicas dos novos modelos. Entre as principais forças dentro de cada box estão os duos Cacá Bueno e Julio Campos (Cruze), Thiago Camilo e Cesar Ramos (Corolla), Ricardo Zonta e Bruno Baptista (Corolla), Átila Abreu e Galid Osman (Cruze) e o formado pelo atual campeão Daniel Serra e o sempre competitivo Ricardo Maurício (Cruze). Além, é claro, da aguardada estreia da parceria entre Rubens Barrichello e o astro argentino Matías Rossi, ambos com o Toyota Corolla.

Nos bastidores da categoria há também muita expectativa sobre o potencial do jovem Gabriel Casagrande (Cruze), que mudou de equipe e pretende avançar na disputa pelo título, como fez em 2019. Outro box que merecerá atenção abrigará pela primeira vez Nelsinho Piquet e Rafael Suzuki, ambos pilotando modelos Toyota Corolla.

Com o novo Cruze, Lucas Foresti busca a vitória durante a temporada

Nesse ambiente altamente competitivo, pódios e vitórias também estão no horizonte almejado por vários outros pilotos, casos dos parceiros de equipe Lucas Foresti e Gaetano Di Mauro (Cruze), dos vencedores de corrida Allam Khodair e Diego Nunes (Cruze), do campeão de 2015 Marcos Gomes e Denis Navarro (Cruze), e de Guilherme Salas, campeão da Stock Light que ascende à categoria principal com um Cruze e que terá como parceiro o experiente gaúcho Vitor Genz, outro que já venceu corridas na Stock principal.

Cesar Ramos estreia como parceiro do veloz Thiago Camilo

Uma novidade importante no regulamento desportivo é a realização das tomadas de tempo em apenas duas fases, as chamadas Q1 e Q2. No início do treino, todos os pilotos entrarão na pista na tentativa de se classificar para a fase seguinte – que será disputada pelo 15 melhores do Q1. O pole position será definido já nesta segunda sessão – e não em uma terceira como vinha acontecendo até o ano passado, propiciando uma briga intensa pela pole com praticamente metade do grid.

A programação em Goiânia contará também com provas da Stock Light. Confira os horários:

Sexta-feira – 24 de julho

9h20 – 9h40: Stock Light – shakedown

14h40 – 15h10: Stock Light – treino livre 1

16h10 – 16h40: Stock Light – treino livre 2

 

Sábado – 25 de julho

8h00 – 8h15: Stock Car – shakedown

9h10 – 9h40: Stock Light – treino livre 3

9h55 – 11h05 – Stock Car – treino livre 1

12h00 – 12h20: Stock Light – classificação

12h35 – 13h45: Stock Car – treino livre 2

15h23 – 15h55: Stock Light – corrida 1

16h30 – 17h00: Stock Car – classificação

 

Domingo – 26 de julho

9h33 a 10h05: Stock Light – corrida 2

11h30 a 12h05: Stock Car – corrida 1

12h23 a 12h55: Stock Car – corrida 2

 

 

Fonte: BestPr.

Foto: Duda Bairros

Etiquetas

Alex De Peder

Apaixonado pelo Automobilismo, essa paixao me fez criar um site para todos terem a mesma informação que sempre gostei de receber. 'Tudo posso naquele que me fortalece'

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
X