AutomobilismoDrift

Drift – Imbatível, Victor Alves vence novamente no Ultimate Drift Games, agora na Vila Capanema

Brasiliense está invicto na versão virtual do Campeonato Brasileiro de Drift

Victor Alves, o Yester, faturou a terceira etapa do Ultimate Drift Games, a competição virtual do Campeonato Brasileiro de Drift. Victor que já havia vencido as outras duas etapas anteriores em Interlagos e Atlanta levou também a edição da Vila Capanema. Yester já soma três vitórias em três etapas do campeonato.

A jornada aconteceu em pista desenvolvida exclusivamente para o Ultimate Drift Games, que replica a pista que seria montada no estádio do Paraná Clube para a abertura do Campeonato Brasileiro de Drift. Victor Alves, que havia se classificado com a segunda melhor nota durante as eliminatórias, foi impecável durante as batalhas finais para coroar mais uma vitória.

O dia das batalhas finais começou com Mine e Igor Cruz se classificando pela repescagem para compor a chave dos 32 finalistas desta etapa. Os dois pilotos, por ordem do chaveamento cruzaram caminho com os dois mais bem ranqueados das classificatórias: João Vitor Alves e Victor Alves.

João Vitor Alves, o mais bem colocado de sábado, com a somatória e 97 em 100 pontos possíveis estreou com vitória nas batalhas, superando Igor Cruz e avançando até as quartas de final, onde foi desbancado pelo surpreendente Juninho em disputa por vaga na semifinal.

Do outro lado da chave, Victor Alves foi absoluto. O brasiliense não tomou conhecimento de seus adversários durante toda a prova. O caminho do campeão foi unanime até as semifinais. Victor Alves e seu Nissan 370Z enfrentaram uma dura batalha valendo vaga na decisão. Freitas, que eliminou Faoro, finalista da última etapa, queria novo embate com Victor Alves.

Em uma decisão que precisou de auxílio das câmeras exclusivas dos juízes, cujas imagens foram mostradas para o público pelo piloto profissional e juiz do Ultimate Drift Games João Barion, Victor Alves conquistou sua vaga na final para enfrentar Rohde.

Victor Alves e João Rhode na final

A batalha final na Vila Capanema foi de arrepiar. Victor Alves e Rohde fizeram uma primeira volta de tirar o fôlego. Alves era lead e Rohde o chase. Os carros andaram colados porta com porta por todo o traçado, deixando a decisão do campeonato para a segunda volta da bateria.

Rohde e Yester vinham em outra volta muito consistente, porém um pequeno erro de Rohde nos instantes finais deu a vantagem a Victor Alves. Novamente a decisão precisou das câmeras extras. Os juízes ficaram na dúvida se o contato de Rohde com o muro na última curva havia sido causada por erro do piloto ou por um toque de Victor Alves durante sua volta de chase.

Checada as câmeras aéreas disponíveis, percebeu-se que Victor não encostou em Rohde, apesar de os carros estarem separados por milímetros. Sendo assim, Victor Alves faturou mais uma etapa do Ultimate Drift Games.

Os carros voltam a deslizar pelo Ultimate Drift Games entre 19 e 21 de junho, em Long Beach (EUA).

Esta foi a terceira de cinco etapas do Ultimate Drift Games. O campeonato virtual vai premiar seu vencedor com um dia de drift acelerando um Nissan 370Z biturbo.
Todos os competidores inscritos no campeonato virtual terão direito a ingressos para todos os eventos do Ultimate Drift em 2020, evento este que conta com a chancela da CBA para ser o campeonato brasileiro da modalidade.

O Ultimate Drift Games tem patrocínio de WD40 e Pichau Gaming.

 

O que eles disseram:

Victor Alves

“Foi a etapa mais difícil, por causa dos muros: bateu, já era. Tem que ser preciso na tocada para evitar o máximo o contato com os muros, que não perdoam. Procurei pegar pontos de referência na pista, como sempre faço: colocava a linha amarela da pista na linha do retrovisor por exemplo e sabia que assim estaria perto do muro com segurança. Mas novamente eu não esperava ganhar deles. O Freitas e o Rohde andaram muito e estão de parabéns. Fico muito contente que as coisas deram certo hoje de novo. Agora é pensar na etapa de Long Beach, já vou começar a treinar hoje mesmo.”

Victor Alves

João Rhode

“O Victor estava andando muito bem, com muita experiência. Sabia que tinha que me superar na volta de líder e não vi que ele quase rodou vindo na perseguição… aí fui buscar um pouco mais na curva final e acabei tocando no muro. Não imaginava que ia chegar tão longe nesta pista, tão difícil por causa dos muros. Tive pouco tempo de treino, mas quando cheguei na semifinal percebi que tinha chance”

Rohde

 

 

 

Fonte: LF Press

Foto: Divulgação

Etiquetas

Alex De Peder

Apaixonado pelo Automobilismo, essa paixao me fez criar um site para todos terem a mesma informação que sempre gostei de receber. 'Tudo posso naquele que me fortalece'

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
X