AutomobilismoStock Car

Stock Car – Estratégia, sorte e velocidade

Thiago Camilo diz que classificação para a última corrida do ano terá de tudo um pouco

Interlagos (SP), 13 de dezembro – Certamente a tranquilidade estampada nos rostos dos seis pretendentes ao título da temporada 2019 da Stock Car exibida hoje, no primeiro dia de treinos livres para a corrida de encerramento da temporada, não vai se repetir amanhã na classificação. Na sexta-feira 13 choveu, apareceu um mormaço, choveu de novo, e as condições da pista de 4.309 metros variou a cada instante, inclusive variou em diferentes pontos do asfalto.

Além de os principais sites de meteorologia preverem para o sábado ‘tempo parcialmente nublado com chance de tempestades’, a regra da classificação não é a mesma das rodadas duplas em relação ao carro. Amanhã os carros serão lacrados após a última entrada na pista, e com essa condição de combustível, acerto e pneus largarão no domingo.

Estas regras foram usadas na Corrida do Milhão, também em Interlagos, em agosto, e como naquela ocasião, muitos pilotos que não estavam preocupados com a disputa do título puderam usar estratégias mais ousadas. “Hoje foi difícil avaliar o desempenho do carro em comparação aos principais adversários, porque as condições climáticas variaram muito. Ainda assim eu achei que nosso acerto estava bom tanto em condições de chuva quanto na pista seca. Para a classificação, temos uma situação bastante delicada, que é fazer um acerto de classificação que funcione também para a corrida. Mas acho que isso nós conseguiremos. Por outro lado, muitos pilotos que não estão pensando no título podem arriscar tudo, classificando com o tanque vazio, mais leves. E ainda há o risco de as condições de pista seca e molhada variarem durante o treino. Então para classificar e correr bem será necessária uma combinação de estratégia, sorte, e, é claro, velocidade”, avalia Thiago Camilo, segundo colocado no campeonato, 29 pontos atrás do líder Daniel Serra. Para ser campeão, Camilo precisa vencer a Serrinha chegar de sexto para baixo, e a partir daí uma série de combinações até o piloto da Ipiranga chegar em sexto e o da Eurofarma não pontuar.  Os demais pretendentes ao título são Ricardo Maurício, Rubens Barrichello, Felipe Fraga e Julio Campos.

Bia Figueiredo, que hoje fez o 14º tempo entre os 29 pilotos que foram à pista nas duas sessões de treinos livres, gostaria de ter andado um pouco mais. “Foi um dia difícil, com a chuva atrapalhando bastante e poucas voltas completadas. O que conseguimos fazer foi bom. Essas condições deixam todo mundo sem muito parâmetro, mas vamos para a classificação confiantes”.  Thiago Camilo marcou o 20º tempo do dia. A classificação acontece amanhã (sábado), das 13h30 às 15 horas, com transmissão do globoesporte.com

 

 

Fonte: Kacelnik Com

Foto: Hyset

 

Etiquetas

Alex De Peder

Apaixonado pelo Automobilismo, essa paixao me fez criar um site para todos terem a mesma informação que sempre gostei de receber. 'Tudo posso naquele que me fortalece'

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
X