AutomobilismoSprint Race

Sprint Race – Corridas em Cascavel foram decididas por milésimos

As duas corridas válidas para a sexta etapa aconteceram neste sábado, 28, no Autódromo Zilmar Beux de Cascavel (PR), com grid invertido para os oito primeiros colocados e 75 pontos em jogo

A pista mais rápida do País registrou, além das médias de velocidade mais altas da temporada, quatro vencedores diferentes no pódio das duas corridas da sexta etapa da oitava edição da Sprint Race. O sábado no Autódromo Internacional Zilmar Beux, em Cascavel, no Paraná, foi como se esperada, um grande show de habilidade e de velocidade.

Nos pódios pela categoria PRO, o estreante Sérgio Ramalho venceu a primeira e Pedro Lopes a segunda corrida e, na GP, Léo Torres garantiu o lugar mais alto no pódio na primeira e Alex Seid na bateria final.

Os competidores se empenharam nas retas do traçado misto de alta velocidade, pois a pontuação previa 75 pontos e o grid invertido para os oito primeiros colocados, fizeram ultrapassagens surpreendentes nas curvas do circuito de 3.058 metros de extensão.

Sergio Ramalho fez bonito a bordo do SR#79

Na primeira corrida do dia o pernambucano Sérgio Ramalho venceu por cinco milésimos em uma disputa acirradíssima com Dante Fibra, ambos da categoria PRO. “Não sabia que tinha ganho na bandeirada, tive que perguntar no rádio, porque não sabia onde estava o “transponder” que fechava a volta. Estou muito feliz, em vencer! Na estreia, nessa categoria maravilhosa, com carros equalizados e que proporciona brigas como essas de hoje em uma disputa intensa com o Dante, um pilotaço, piloto limpo, é bom demais”, comemorou o piloto do SR #79.

Léo Torres #99 festejou após ao completar a primeira corrida em Cascavel

Para Léo Torres a corrida foi sensacional. “Ver a disputa da PRO e eu no meio procurando manter a liderança na categoria foi divertido. A etapa foi produtiva, pois somamos pontos importantes para seguirmos líderes do campeonato”, destacou o piloto curitibano, que divide o SR#99 com Vinny Azevedo.

Comemoração eletrizante de Pedro Lopes na chegada da segunda corrida

Pedro Lopes marcou a melhor volta nas duas corridas e conquista sua terceira vitória na Sprint Race: Sebring, Londrina e Cascavel. “Foi uma prova excelente e exaustiva devido calor na pista. O carro estava no limite escorregando e arisco. Estou muito feliz com a vitória, por ter realizado a quebra do recorde da pista agora durante o final de semana, confirmando o desempenho de ser rápido já nos treinos.  Correr nessa pista icônica do Brasil, uma pista de alta velocidade, que exige muita técnica dos pilotos. Diminui a diferença para os líderes e o objetivo é manter esses resultados nas três últimas etapas da temporada”, festejou o paulista do SR#18.

Os pilotos da GP estiveram nas duas corridas em disputas francas com os da PRO e quem confirmou isso foi Alex Seid que chegou a liderar o pelotão e realizou brilhantes ultrapassagens, ficou colado com Pedro até a última curva e por pouco não venceu a prova. “Consegui manter um bom ritmo durante a prova, fiquei tão focado que só me dei conta que era a última volta quando vi a bandeira quadriculada. Agora, é ir atrás de pontos para chegar o mais próximo na tabela”, completou o piloto do SR# 03, que garantiu a sua segunda vitória no seu ano de estreia na competição pela classe GP, a primeira foi em Cascavel.

Alex Seid comemora sua segunda vitória na GP

O próximo desafio inédito da Sprint Race, válida pela International Cup, será na Província de Posadas, na Argentina, no dia 19 de setembro, com a realização da #SprintGuestDriver.

A Sprint Race Brasil conta com o patrocínio da aQuamec, Yokohama, Militec1, Permabond, Fremax, Motul e Vivamil.

Confira o resultado da sexta etapa:

 

Corrida 1

  • 1) 79 Sérgio Ramalho, PRO, 16 voltas, 24min50seg475
  • 2) 07 Dante Fibra, PRO, a 0s005
  • 3) 82 Gerson Campos, PRO, a 0s053
  • 4) 99 Léo Torres, GP, a 0s305
  • 5) 18 Pedro Lopes, PRO, a 2s457
  • 6) 61 Allan Croce, PRO, a 2s801
  • 7) 03 Marcelo Henriques, GP, a 3s344
  • 8) 17 Daniel Coutinho, GP, a 4s289
  • 9) 73 Francesco Franciosi, PRO, a 4s316
  • 10) 28 Felipe Neira, PRO, a 4s958
  • 11) 85 Marcelo Brisac, GP, a 5s850
  • 12) 09 Cassio Cortes, GP, a 5s893
  • 13) 55 Caê Coelho, GP, a 4 voltas
  • 14) 19 Rafael Seibel/Luciano Zangirolami, GP, a 5 voltas
  • 15) 858 João Rosate/Bruno Smielevski, PRO, a 15 voltas
  • Melhor volta: #18 Pedro Lopes, 1min11s006, a 155,04km/h

 

  • Corrida 2
  • 1) 18 Pedro Lopes, PRO, 16 voltas, 24min45seg773
  • 2) 03 Alex Seid, GP, a 0s100
  • 3) 73 Francesco Franciosi, PRO, a 1s039
  • 4) 82 Gerson Campos, PRO, a 2s232
  • 5) 858 Bruno Smielevski, PRO, a 4s655
  • 6) 61 Lucca Croce, PRO, a 6s244
  • 7) 07 Kau Machado, PRO, a 6s852
  • 8) 17 Josimar Jr, GP, a 8s535
  • 9) 85 Eduardo Menossi, GP, a 10s426
  • 10) 55 Caê Coelho, GP, a 15s288
  • 11) 99 Vinny Azevedo, GP, a 16s537
  • 12) 28 Rafael Lucena, PRO, a 20s403
  • 13) 19 Luciano Zangirolami, GP, a 1 volta
  • 14) 79 Sérgio Ramalho, PRO, a 14 voltas
  • 15) 09 Cassio Cortes, GP, a 7 voltas
  • Melhor volta: #18 Pedro Lopes, 1min11s753, a 153,42km/h
Etiquetas

Alex De Peder

Apaixonado pelo Automobilismo, essa paixao me fez criar um site para todos terem a mesma informação que sempre gostei de receber. 'Tudo posso naquele que me fortalece'

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
X