AutomobilismoStock Pro Car

Stock Car – Barrichello tem domingo de superação e mantém vice-liderança em Londrina

Problema no câmbio deixa o piloto da Mobil Full Time Sports fora da primeira corrida. Largando dos boxes, Barrichello vai pra cima e termina corrida 2 em oitavo, marcando pontos importantes para o campeonato

Pela primeira vez na temporada 2019, Rubens Barrichello não foi ao pódio em uma etapa. Mesmo assim, não faltou emoção para o piloto da Mobil Full Time Sports neste domingo (dia 9) na disputa da quarta etapa da Stock Car no autódromo internacional Ayrton Senna, em Londrina (PR).

Quando saiu dos boxes, antes de alinhar no grid da corrida 1, Barrichello já notou que não conseguia mudar as marchas. O piloto tentou largar, mas acabou parando logo após a volta de aquecimento. A equipe Full Time trabalhou forte para tentar identificar o problema e colocar o Stock #111 competitivo na segunda corrida.

Barrichello no cockpit do Stock #111

O carro só ficou pronto nos minutos finais e Barrichello largou dos boxes. E o campeão da Stock Car de 2014 foi pra cima, conseguiu ganhar posições e terminou em oitavo lugar, garantindo pontos importantes que o mantiveram na vice-liderança, com 118 pontos, contra 125 de Daniel Serra (quarto colocado na corrida 1 e que teve problemas e abandonou a corrida 2).

Os vencedores do domingo em Londrina foram Thiago Camilo e Ricardo Maurício. Do Paraná, a Stock parte para o Rio Grande do Sul, mas terá 40 dias de intervalo até a quinta etapa em Santa Cruz do Sul no dia 21 de julho.

Barrichello Stock #111

“Foi um dia daqueles. Eu sempre digo que manter a calma nessas horas é importante para poder gerar um pouco de calma para os integrantes da equipe também”, comentou o experiente piloto. “Tivemos vários problemas. O defeito do câmbio já vinha acontecendo desde sexta-feira e também afetou a nossa performance no classificatório. Estava muito difícil identificar e solucionar o problema”, lembrou Barrichello, que fez o 23º tempo na tomada de tempos.

E, mesmo voltando para a corrida 2, a emoção continuou e o piloto precisou se superar mais uma vez. “A equipe trabalhou muito bem, para arrumar o carro para a corrida 2. Mas, quando eu parei na saída dos boxes, pronto para largar, coloquei a primeira e não mudava a marcha. Foi quando eu notei que não estava ligado o Power Shift. Então, ele não reconhecia a hora de mudança de marcha e eu tinha que tirar o pé do acelerador para isso”, revelou Barrichello.

“Pra mudar a marcha pra baixo, era pior ainda. Eu tinha que pisar na embreagem e fazer o punta taco, porque as marchas não estavam sincronizadas. Com tudo isso, foi uma vitória chegar em oitavo lugar hoje”, comemorou.

Apesar das adversidades, o piloto fez questão de ressaltar o lado positivo da etapa. “Deixamos de ganhar muitos pontos hoje, mas é sempre uma emoção estar numa situação diferente. Graças a Deus saio daqui com 13 pontos, com a segunda colocação no campeonato e vamos continuar trabalhando para a próxima etapa dentro de 40 dias”, finalizou Barrichello que na temporada já tem duas vitórias (Velo Città e Goiânia) e um segundo lugar (Velopark).

 

 

Fonte: FGCom

Foto: Hyset

Alex De Peder

Sou Alex entusiasta apaixonado pela velocidade, por esse motivo compartilho com voces a essas informacoes, espero que estejam agraciados com as materias e fotos de nossos parceiros. Pois buscamos sempre trazer a melhor noticia e imagem. Agradeco a cada um de voces que caminha juntos desde o inicio, e quando conseguirem compartilhar poderemos alcancar mais pessoas apaixonadas como nos. Obrigado 'Tudo posso naquele que me fortalece'

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
X