AutomobilismoStock Pro Car

Stock Car – Gaetano di Mauro brilha na chuva e leva Shell ao Q3 no primeiro treino classificatório da Stock Car em 2019

Em sua primeira temporada completa, paulista de 21 anos sai num excelente sexto lugar, duas posições à frente de Ricardo Zonta

O primeiro treino classificatório da temporada 2019 da Stock Car, no Velopark, teve como destaque Gaetano di Mauro: em sua primeira temporada completa, o paulista de 21 anos brilhou na pista molhada, avançou ao Q3 e larga em sexto na corrida 500 da história da categoria. Ricardo Zonta também larga no top10, em oitavo, enquanto Átila Abreu e Galid Osman saem em 14º e 18º respectivamente.

Átila Abreu e Ricardo Zonta entraram na pista logo no primeiro grupo, já que terminaram entre os 15 melhores na tabela de 2018. O soracabano foi o oitavo no grupo, com o paranaense em 11º. No segundo grupo, voltou a chover, e a pista piorou, mas Gaetano conseguiu arrancar uma vaga no Q2, em oitavo, enquanto Átila ficou em nono, Zonta em 12º e Galid em 18º. O estreante Di Mauro foi o único competidor de seu grupo a avançar para a fase seguinte do treino.

A chuva apertou ainda mais na segunda fase do treino, e Átila bateu na proteção de pneus depois que a suspensão traseira esquerda quebrou numa zebra. O sorocabano saiu do carro consciente, foi avaliado no centro médico da pista, onde nada mais grave foi constatado, e, a seguir, encaminhado para o hospital de referência para os exames médicos protocolares.

Na volta do treino, com o asfalto cada vez mais molhado, Gaetano di Mauro garantiu a participação no Q3 ao terminar num excepcional sexto lugar, duas posições à frente de Zonta, enquanto Átila ficou com a 14ª colocação no grid.

Di Mauro foi o primeiro a entrar na pista no Q3, e cravou 1m04s199. Como as condições tiveram uma ligeira melhora, o paulista acabou mesmo na sexta colocação na sua primeira corrida numa temporada completa na Stock Car.

A corrida 500 da história da Stock Car terá largada às 11h deste domingo, com transmissão ao vivo do SporTV2. A prova terá 45 minutos, mais uma volta, e cada piloto terá 12 acionamentos do botão de ultrapassagem. Além disso, há a obrigatoriedade da troca de pelo menos dois pneus, com o reabastecimento facultativo.

Todos os pilotos estão elegíveis para o Fan Push, um disparo adicional do botão de ultrapassagem por intermédio de uma votação no site da categoria (www.stockcar.com.br).

Somando-se aos quatro pilotos na Stock, a Shell tem ainda dois carros na Stock Light e outros dois na Porsche Cup, o que torna a marca a maior patrocinadora do automobilismo brasileiro. Em linha com sua posição única no cenário nacional do esporte a motor, a Shell receberá seus convidados na maior parte do calendário da Stock Car no A51 Truck Lounge, camarote itinerante que é a principal ativação de pista no calendário da categoria.

Nos bastidores, o engenheiro Gilberto Pose, especialista com passagens pela Scuderia Ferrari na F1, dará consultoria aos quatro carros da Shell e suas equipes ao longo do ano. Em 2018, com Átila Abreu e Ricardo Zonta, a Shell venceu sete corridas na pista e ficou na terceira posição entre as equipes. A última corrida de Stock Car foi vencida por Zonta, em Interlagos.

 

O que eles disseram:

“Estou muito feliz com o resultado. Sempre trabalhamos o máximo que dá. Tivemos um pouco de dificuldade no ultimo segmento da classificação por causa do pneu mais baixo, mas mesmo assim estou muito contente”
Gaetano di Mauro

“Era difícil de achar o limite, havia trechos secos e outros pedaços molhados na pista. Era um pouco uma loteria. No Q1, quando cheguei ao segundo trecho, meu pneu já tinha superaquecido porque no primeiro trecho estava seco. No Q2 o carro melhorou bastante, mas teve a bandeira vermelha, o que atrapalhou, poderia ter entrado entre os seis. Como meu ritmo era mais rápido do que alguns carros, dava para brigar para ficar entre os três. A perspectiva para a corrida é boa, não sei como estará a condição da pista, está uma loteria esse tempo. Para nós, independentemente de estar seco ou molhado, as condições são muito boas largando de oitavo”
Ricardo Zonta

“Foi uma pena, fui no grupo em que a chuva caía com mais força, o terceiro no meu grupo, havia muito potencial. Faltou pouco mais de um décimo para chegar ao Q2, e a história teria sido totalmente diferente. Amanhã tentaremos fazer o maior número possível de pontos, é uma corrida longa e espero ir para a frente”
Galid Osman
Grid de largada:

1º T.Camilo – 1m03s099
2º D.Serra – 1m03s393
3º R.Barrichello – 1m03s488
4º N.Piquet – 1m03s818
5º M.Gomes – 1m09s938
6º G.di Mauro – 1m04s199
8º R.Zonta – 1m02s335
14º Á.Abreu – 1m04s193 – vetado por medicos nao ira largar
18º G.Osman – 59s816

 

 

Fonte: Luis Ferrari

Foto: José Mário Dias

Alex De Peder

Sou Alex entusiasta apaixonado pela velocidade, por esse motivo compartilho com voces a essas informacoes, espero que estejam agraciados com as materias e fotos de nossos parceiros. Pois buscamos sempre trazer a melhor noticia e imagem. Agradeco a cada um de voces que caminha juntos desde o inicio, e quando conseguirem compartilhar poderemos alcancar mais pessoas apaixonadas como nos. Obrigado 'Tudo posso naquele que me fortalece'

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
X