Automobilismo

Calor, pista ondulada e asfalto abrasivo desafiam Shell Racing no primeiro treino em Londrina

Em dia produtivo após renovação de contrato, Átila Abreu fica em quarto lugar enquanto Ricardo Zonta é o oitavo no primeiro grupo e 16º no geral

Depois do anúncio da renovação de Átila Abreu e Ricardo Zonta para 2018, a Shell Racing iniciou mais um desafio na temporada-2017 da Stock Car com o primeiro dia de treinos para a rodada dupla de Londrina, no Paraná.

A sexta-feira foi de muito calor, com temperatura de 33 graus (40,4 no asfalto), e os pilotos ainda encararam as muitas ondulações em um asfalto bastante abrasivo, o que dificultou o trabalho na busca pela melhor regulagem.

Terceiro colocado no campeonato, Átila Abreu entrou no segundo grupo e terminou a prática com o sexto melhor tempo, a 0s399 do primeiro lugar. Ricardo Zonta, que fez muitas mudanças no acerto, pegou a pista mais suja no primeiro grupo, no qual foi o oitavo colocado, e terminou em 16º no geral.

Neste sábado, Átila e Zonta voltam à pista às 9h10 para o segundo treino livre, no qual ambos farão as últimas experiências visando ao treino classificatório, que decidirá, a partir das 13h, com transmissão ao vivo do SporTV3, as posições de largada da primeira corrida.

A dupla da Shell Racing concorre ao prêmio do Fan Push, um acionamento extra do botão de ultrapassagem na segunda bateria, por intermédio de votacão no site da Stock Car (www.stockcar.com.br). Tanto Átila como Zonta já foram contemplados nesta temporada.
Resultado do primeiro treino:

1º R.Maurício – 1m11s233
2º J.Campos – 1m11s440
3º C.Bueno – 1m11s561
4º F.Fraga – 1m11s596
5º R.Suzuki – 1m11s611
6º Á.Abreu – 1m11s632
7º D.Serra – 1m11s692
8º M.Wilson – 1m11s702
9º T.Camilo – 1m11s718
10º T.Rocha – 1m11s829
11º G.Casagrande – 1m11s851
12º V.Brito – 1m11s857
13º M.Gomes – 1m11s857
14º F.Lapenna – 1m11s982
15º V.Genz – 1m12s001
16º R.Zonta – 1m12s068


O que eles disseram:

“Fizemos muitas alterações no carro para tentar achar um equilíbrio. O desgaste de pneus preocupa a todos, temos de encontrar esse equilíbrio tanto para a classificação como para a corrida. No treino livre da manhã de sábado ainda faremos várias mudanças com esse objetivo. Sentimos bastante as ondulações no carro, principalmente quando temos de pular sobre alguma zebra. Um dos maiores problemas é na curva 7, que não tem asfalto no meio da curva, é totalmente pedra, isso agride muito os pneus e acelera o desgaste”

Ricardo Zonta, piloto do carro #10
“Foi um bom treino, tanto de pneu velho como de pneu melhor, o carro correspondeu e ficamos entre os primeiros. É uma pista que vai nos desafiar muito porque tem muitas freadas em curva, é difícil achar o equilíbrio. Na parte final, nem asfalto tem, é só pedra, parece que você corre sobre o gelo. É difícil conseguir um carro 100% equilibrado, vamos tentar sempre o melhor compromisso com o desgaste. Vamos colher as minhas informações e as do Zonta para melhorar, mas começamos com o pé direito.”

Átila Abreu, piloto do carro #51
“Um treino bem produtivo, viemos evoluindo durante o treino e estamos no caminho. É lógico que não sabemos a condição de pneu de todos os carros, mas estaremos na briga para ficar com os dois carros entre os dez, quem sabe no Q3 brigando pela pole”

Thiago Meneghel, chefe da Shell Racing 

 

 

 

Fonte: Luis Ferrari

Foto: José Mário Dias

Etiquetas

Alex De Peder

Apaixonado pelo Automobilismo, essa paixao me fez criar um site para todos terem a mesma informação que sempre gostei de receber. 'Tudo posso naquele que me fortalece'

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
X