Automobilismo FórmulaF2

Sette Câmara teve fim de semana difícil na F2

Problemas de acerto e um toque atrapalharam participação do brasileiro na Hungria

Neste fim de semana, entre os dias 28 e 30 de julho, o Campeonato Mundial de F2 chegou à Hungria. Nos arredores de Budapeste o autódromo de Hungaroring recebeu os pilotos e equipes para a sétima rodada dupla do ano.

Único representante brasileiro neste que é o último degrau de um piloto antes da F-1 o mineiro Sérgio Sette Câmara (ACER | CCR | SANEPAV | TAESA | CEMIG | BELL) teve uma participação difícil na Hungria.

BUDAPEST, 27-30 July 2017: GP at the Hungaroring in Hungary. Sergio Sette Camara #14 MP Motorsport. © 2017 Sebastiaan Rozendaal / Dutch Photo Agency

Vivendo sua primeira temporada na F2 Sette Câmara tinha a seu favor o conhecimento do circuito. Por duas vezes ele já havia competido lá na F3 o que, certamente, lhe deu uma melhor chance de adaptação.

Na sexta-feira foi realizada a única sessão de treinos livres e a tomada de tempos. Mesmo com os esforços e empenho da equipe MP Motorsport os profissionais não conseguiram encontrar um bom acerto para o carro #14 e, com isso, Sette registrou apenas a 18ª marca na sessão que definiu o grid de largada da primeira corrida.

BUDAPEST, 27-30 July 2017: GP at the Hungaroring in Hungary. Sergio Sette Camara #14 MP Motorsport. © 2017 Sebastiaan Rozendaal / Dutch Photo Agency

A primeira prova foi disputada no fim da manhã de sábado. Sérgio, após boa largada, conseguiu ganhar duas posições e seguiu para uma prova de recuperação. Com o carro um pouco mais estável ele conseguiu, mesmo com as dificuldades de ultrapassagem da pista húngara, superar alguns adversários. Em um dos momentos mais emocionantes da corrida ele travou um forte duelo com o Alexander Albon que, após ultrapassar Sérgio no final da reta dos boxes viu o brasileiro dar o “xis” e recuperar sua posição numa arrojada manobra. Após a parada dos boxes, porém, o carro de Sérgio perdeu um pouco de rendimento e, com isso, ele terminou a corrida apenas na 16ª posição.

Na segunda prova do fim de semana, com pneus de composto médio, Sérgio fez o que podia. No início da prova, após boa largada novamente, ele ganhou duas posições. Com a grande dificuldade de ultrapassagens da pista o brasileiro ainda pressionou alguns adversários na primeira metade da prova. Porém, com o passar das voltas, o carro começou a sair muito de traseira fazendo, assim, com que Sette Câmara perdesse muito tempo. Assim, ao final das 28 voltas, ele recebeu a bandeirada de chegada na 13ª posição.

BUDAPEST, 27-30 July 2017: GP at the Hungaroring in Hungary. Sergio Sette Camara #14 MP Motorsport. © 2017 Sebastiaan Rozendaal / Dutch Photo Agency

“Tivemos um fim de semana bastante difícil aqui na Hungria. Em nenhum momento tive um carro competitivo e, por mais que a equipe mexesse, os resultados não apareciam. Tanto aqui como na Inglaterra não conseguimos ser rápidos e, realmente, isso deixa qualquer piloto frustrado. Fora isso estamos também com um problema crônico nos freios o que piora ainda mais a situação. Teremos agora uma pausa de três semanas sem corridas e espero, realmente, que a equipe consiga uma boa solução para voltarmos a ter um carro confiável e, sobretudo, competitivo”, analisou o piloto da ACER | CCR | SANEPAV | TAESA | CEMIG | BELL.

 

 

 

Fonte: Quick Comunicação

Foto: Dutch Photo Agency – Quick Comunicação

Etiquetas

Alex De Peder

Apaixonado pelo Automobilismo, essa paixao me fez criar um site para todos terem a mesma informação que sempre gostei de receber. 'Tudo posso naquele que me fortalece'

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
X