AutomobilismoGold Classic

Gold Classic – Volta do público ao autódromo de Cascavel marca etapa final da Gold Classic

Com 70 carros inscritos até o momento, corridas de 31 de outubro vão colocar em disputa a 35ª edição da Cascavel de Ouro e a segunda edição da Cascavel de Prata

A quarta etapa da Gold Classic será cercada de motivos especiais para a categoria que está prestes a celebrar três anos de história no automobilismo brasileiro. Marcadas para o dia 31 de outubro, no Autódromo Internacional Zilmar Beux, as corridas vão apontar todos os campeões da temporada de 2021 sob um cenário que remete a contextos históricos: pela primeira vez a Gold Classic colocará em disputa a Cascavel de Ouro, tida como um dos troféus mais tradicionais do esporte brasileiro.

O regulamento da Gold Classic admite uma ampla variedade de modelos de carros

Tendo experimentado vários formatos e sido prestigiada por um grande número de categorias em seu mais de meio século de história, a Cascavel de Ouro chega em 2021 à sua 35ª edição, integrando a programação oficial de eventos comemorativos ao 70º aniversário do Município de Cascavel. O fim de semana de corrida será marcado, também, pela realização da Copa Cascavel 70 Anos de Marcas, torneio composto por três baterias e que valerá o título do Campeonato Metropolitano desta temporada.

A adesão de pilotos do modelo GM Omega é um dos destaques da Cascavel de Ouro

Com a presença dos torcedores no autódromo liberada em número limitado a 2.000 pelas autoridades de Cascavel, o evento será transmitido para todo o Brasil pela TV Cultura a partir das 13h do domingo. O canal de YouTube Auto+ mostrará todas as corridas da programação ao vivo. A geração de imagens estará a cargo da Master TV. Serão duas corridas com os carros das divisões 1 e 2 da Gold Classic, valendo a 2ª Cascavel de Prata, e outras duas das divisões 3 e 4, colocando em disputa a 35ª Cascavel de Ouro.

Espron-BMW e Aldee-VW, configurações de carros presentes na Cascavel de Ouro

O automobilismo cascavelense será representado por cinco pilotos na 35ª Cascavel de Ouro. Os irmãos Juliano e Heverson Bastos, inscritos na classe GT & Protótipos da Divisão 3, estarão no grid revezando a pilotagem do Aldee-VW número 45 da Caús Motorsport. Thiago Klein e Odair dos Santos formarão dupla na Divisão 4/Premium, com o GM Omega número 74 da Paraguay Racing. Eles venceram a Cascavel de Ouro duas vezes, em 2016 e 2020, nesta última tendo como parceiro o pernambucano Beto Monteiro.

Luc Monteiro, organizador da Gold Classic, fará a Cascavel de Ouro com um Opala

O quinto cascavelense no grid será Luc Monteiro, com o GM Opala número 66 da catarinense Reuter Competições/Careca Competições. “Está tudo certo para correr. Só não sei se vou ter tempo para isso”, diz Monteiro, que é organizador da Gold Classic e promotor da 35ª Cascavel de Ouro. “O Armin Kliewer, que é piloto de Roraima, me desafiou a correr com o carro dele, aí tive que aceitar. Talvez seja o caso de a equipe escalar um parceiro para uma das corridas, para eu conseguir tratar das coisas do evento”, acrescenta.

 

Fonte: SigCom.

Foto: Rafael Catelan

Alex De Peder

Apaixonado pelo Automobilismo, essa paixao me fez criar um site para todos terem a mesma informação que sempre gostei de receber. 'Tudo posso naquele que me fortalece'

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
X