AutomobilismoStock Car

Stock Car – Átila Abreu sobe no pódio em Goiânia e agora é quinto no campeonato da Stock Car

Galid Osman conquista top10 na corrida 2, enquanto Ricardo Zonta é abalroado na largada

A primeira metade da saga da Stock Car com quatro corridas em dois dias e em dois traçados diferentes em Goiânia começou de forma positiva para os pilotos da equipe Shell V-Power, especialmente para Átila Abreu e o Chevrolet Cruze #51.

Depois de classificar sua máquina em 11º no grid, o sorocabano foi oitavo na primeira corrida e terceiro na segunda. Somou pontos importantes e avançou para quinto na tabela de classificação.

Galid Osman

Seu companheiro na equipe estreante na principal categoria do Brasil, Galid Osman, teve formidável jornada de recuperação. Depois de uma sexta-feira atribulada, quando enfrentou problemas no Cruze #28 no único treino livre programado para o circuito misto e sequer conseguiu usar um pneu zero, Galid classificou o carro em 18º e fez duas provas limpas, terminando a primeira em 13º e a segunda em nono, com direito a ultrapassagem sobre o líder do campeonato na volta final.

Ricardo Zonta

Já Ricardo Zonta teve um dia complicado com o Toyota Corolla #10 preparado pela Shell-RCM. Ele vinha com o segundo tempo de seu grupo no quali, quando foi orientado a tirar o pé. Ocorre que todos os concorrentes melhoraram, e Zonta ficou fora do Q2. Forçado a largar de 21º, o curitibano tirou o pé quando viu a pista se fechar à sua frente na confusão da primeira largada. Mas acabou atingido por três adversários diferentes e ainda acabou com o carro no muro, abreviando a participação na etapa poucos segundos depois da largada. Como consequência, Zonta caiu de terceiro para oitavo na pontuação.

O domingo reserva mais emoções em Goiânia, com outra rodada dupla, agora no anel externo. Mal baixou a adrenalina nos mecânicos e engenheiros com a bandeirada no traçado misto, e começou o trabalho para revisar os carros e fazer o acerto para as provas da nona etapa. Novamente a programação determina apenas um treino livre de 30 minutos, o quali e as duas provas. A primeira tem largada prevista para 13:10, com transmissão ao vivo de Band e Sportv.

 

As corridas

A largada foi caótica na primeira prova, com uma sequência de acidentes que tirou dez carros da disputa. Ricardo Zonta foi uma das vítimas, mesmo largando de forma conservadora do fim do pelotão. Ele foi abalroado por três concorrentes diferentes e acabou com o Corolla #10 no muro.

Átila Abreu sustentou a 11ª posição na partida, e Galid avançou duas, para ser 16º.

Atila Abreu

O #51 era décimo na abertura da janela de pits, com Galid em 14º. Ambos fizeram bons serviços no box, trocando o pneu traseiro direito. Com o pelotão reordenado, Átila retornou em oitavo e Galid em 13º, posições em que levaram até a bandeirada.

Com a inversão do grid, Átila partiu em terceiro. Ele atacou o vice-líder na curva 2, mas acabou ficando por fora e foi ultrapassado por Julio Campos. Osman por sua vez achou uma boa linha na largada e manteve o 13º lugar.

Átila administrava bem o quarto lugar, poupando equipamento e botões de ultrapassagem para o final. Galid mostrou agressividade em disputas com Cesar Ramos, Rubens Barrichello e Bruno Baptista. Ele era nono no momento da abertura da janela de pits.

Os dois novamente tiveram bons serviços de box feitos pela equipe Shell V-Power, agora trocando o traseiro direito. Com o fim da janela e o pelotão reordenado, Átila era quarto e Galid décimo.

Mas ambos teriam batalhas contra adversários que haviam sacrificado a corrida 1 e vinham com pneus em melhor estado: Thiago Camilo e Caca Bueno.

Na volta 16, Galid deixou Caca para trás, recuperando o décimo posto. Na passagem seguinte, com uso do botão de ultrapassagem, Átila superou Allam Khodair. Camilo acompanhou a manobra e, com quatro pneus novos, enquadrou o carro do piloto Shell.

Atila Abreu

Átila então tratou de defender a última posição do pódio como era possível. Até que na reta oposta na volta final, o concorrente atacou por dentro antes da curva da Vitória com o botão de ultrapassagem. O sorocabano leu bem a manobra, posicionou sua máquina por fora e respondeu com o push-to-pass, para recuperar a posição antes da bandeirada e garantir o terceiro lugar. Também na volta final, Galid conseguiu ganhar a posição de Daniel Serra, para terminar em nono.

 

O que eles disseram:

“Foi um bom sábado aqui em Goiânia. Sinceramente esse pódio me deixa feliz, por termos errado um pouco no acerto entre o quali e a corrida. Assim é positivo sair em terceiro na corrida e disputar bastante. Conseguimos um bom pit-stop e o resultado me deixou em boas condições. Tive uma ótima briga com o Thiago Camilo trocando push e prevaleci, foi importante pelos pontos e para subir na classificação do campeonato. Troquei um pneu na segunda corrida e o Camilo vinha com os quatro novos, a equipe me falou isso pelo rádio durante a prova. Percebi que ele sofreu com desgaste ao longo da corrida e consegui defender nos pontos onde ele era mais rápido, casamos o push nas voltas finais e conquistamos esse pódio importante na corrida. Foram dois top 8 e a segunda deu pódio, estamos evoluindo e no caminho certo para chegarmos com chances no final do ano. Vale destacar que a primeira corrida da história da equipe foi aqui nesta pista na abertura do campeonato e nossa performance hoje aqui foi muito melhor. Então tenho que elogiar a evolução do time”

Átila Abreu

 

“Acho que foi um dia positivo, ontem andei pouco então fomos no escuro. Largamos lá do fundo do pelotão, mas o carro estava muito bom para corrida. Acertamos na estratégia e conseguimos ser competitivos, estava com saudade dessa sensação de conseguir competir bem durante as corridas”.

Galid Osman

 

“As coisas começaram a dar errado no quali e depois largando de 21º virei passageiro na confusão da largada. Meu carro ficou muito danificado e não tinha como levar para o box para tentar arrumar para a corrida 2. Agora vamos tentar recuperar pontos no anel externo”

Ricardo Zonta

 

Stock Car – Classificação após oito etapas (top10):

  1. Daniel Serra 258 pontos
  2. Gabriel Casagrande 253
  3. Rubens Barrichello 211
  4. Cesar Ramos 197
  5. Átila Abreu 189
  6. Bruno Baptista 184
  7. Ricardo Mauricio 175
  8. Ricardo Zonta 174
  9. Thiago Camilo 168
  10. Denis Navarro 152

 

Fonte: LF Press.

Foto: José Mario Dias

Alex De Peder

Apaixonado pelo Automobilismo, essa paixao me fez criar um site para todos terem a mesma informação que sempre gostei de receber. 'Tudo posso naquele que me fortalece'

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
X