Automobilismo FórmulaFórmula E

Fórmula E – Em outra prova difícil, Di Grassi mantém vivas as chances de vice-campeonato

Lucas mostra espírito de luta e fica a 11 pontos da vice-liderança. Títulos de pilotos e equipes foi decidido neste domingo na Alemanha

O brasileiro Lucas Di Grassi teve novamente uma corrida difícil na pista montada no aeroporto de Tempelhoff, em Berlim, na prova válida pela nona etapa do Campeonato Mundial de Fórmula E. Depois de largar em 12º, o piloto da equipe Audi Sport Abt Schaeffler empreendeu outra corrida de recuperação e terminou na sexta colocação, marcando novamente pontos importantes que mantêm vivas suas chances de brigar pelo vice-campeonato, já que tanto o título de pilotos quanto o de equipes foram conquistados pela DS Techeetah e o português António Félix da Costa.

Lucas di Grassi

No momento, a vice-liderança da tabela está com o francês Jean-Éric Vergne, que divide o esquema técnico da DS Techeetah com Félix da Costa. “Teremos mais uma rodada dupla para encerrar a temporada 2020 na próxima quarta e quinta-feira. A prova vai acontecer aqui mesmo em Tempelhoff e novamente a DS Techeetah será o time a ser batido. Mas a nossa equipe está determinada e vamos lutar até o final, como fizemos até aqui”, ponderou Di Grassi.

Lucas di Grassi, Audi e-tron

“Sobre a prova de hoje, em uma categoria competitiva como a Fórmula E, quando você larga de 12º não pode esperar muito mais do que fizemos aqui. Poderia ser melhor, sim, mas foi o que era possível no momento”, observou o brasileiro, que agora soma 69 pontos e está empatado com o alemão Maximilian Guenther (BMW Andretti). O vice-líder Jean-Éric Vergne totaliza 80 pontos.

A próxima rodada dupla do Mundial de Fórmula E terá transmissão ao vivo pelos canais Fox Sports, com programação ainda a ser anunciada.

Resultado da nona etapa da Fórmula E, em Berlim:

1) Jean Eric Vergne (França, DS Techeetah), 37 voltas em 46min24s803;

2) António Félix da Costa (Portugal, DS Techeetah), a 0s497;

3) Sébastien Buemi (Suíça, Nissan E.DAMS), a 1s392;

4) Nyck De Vries (França, Mercedes-Benz), a 3s791;

5) Oliver Rowland (Inglaterra, Nissan E.DAMS), a 5s018;

6) Lucas Di Grassi (Brasil, Audi Sport Abt Schaeffler), a 9s805;

7) Mitch Evans (Nova Zelândia, Panasonic Jaguar), a 14s814;

8) André Lotterer (Alemanha, Porsche), a 15s755;

9) Alex Lynn (Inglaterra, Mahindra Racing), a 21s001;

10) Felipe Massa (Brasil, Venturi Racing), a 22s809

 

Classificação do campeonato após nove etapas:

1) António Félix da Costa (Portugal, DS Techeetah), 156 pontos;

2) Jean Eric Vergne  (França, DS Techeetah), 80;

3) Maximilian Guenther (Alemanha, BMW Andretti), 69;

4) Lucas Di Grassi (Brasil, Audi Sport Abt Schaeffler), 69;

5) Sébastien Buemi (Suíça, Nissan E.DAMS), 67;

6) Mitch Evans (Nova Zelândia, Panasonic Jaguar), 65;

7) André Lotterer (Alemanha, Porsche), 59;

8) Stoffel Vandoorne (Bélgica, Mercedes-Benz EQ), 57;

9) Oliver Rowland (Inglaterra, Nissan E.DAMS), 54;

10) Sam Bird (Inglaterra, Envision Virgin Racint), 52;

 

 

Fonte: BestPr.

Foto: Audi Motorsport

Etiquetas

Alex De Peder

Apaixonado pelo Automobilismo, essa paixao me fez criar um site para todos terem a mesma informação que sempre gostei de receber. 'Tudo posso naquele que me fortalece'

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
X