Automobilismo Off RoadRally

Rally – Copa Scherer 4×4 Carbon Free encerra temporada de elogiadas provas técnicas com festa em Videira

Em 2019 a competição reuniu 80 pilotos e navegadores nas categorias Graduado, Turismo e Turismo Light

A cidade de Videira, no Oeste Catarinense, foi a grande responsável por encerrar a temporada 2019 da Copa Scherer 4×4 Carbon Free. A final do campeonato aconteceu no dia 23 de novembro e reuniu competidores das categorias de carros 4×4 Graduado, Turismo e Turismo Light. O desafio final contou com 118 quilômetros de prova, sendo 56 de trecho navegado e 62 de deslocamentos, passando por duas fazendas da região. Em 2019 cerca de 80 pilotos e navegadores participaram das cinco provas da competição que, além de Videira, também passou pelas cidades de Joaçaba, Fraiburgo, Curitibanos e Caçador.

Na última prova do ano a categoria Graduado já estava com seus campeões definidos desde a etapa anterior, mas somente em Videira foram conhecidos os campeões da Turismo e Turismo Light. A cidade realizou uma grande festa que reuniu amigos e famílias para celebrar o esporte off-road em um dos anos em que a competição mais cresceu em termos técnicos e de organização e agradou cada vez mais pilotos e navegadores aprimorando suas características de prova com o passar das etapas.

Nova direção técnica em 2019

Em 2019 entre os elogios destacados pelos pilotos e navegadores sobre a Copa Scherer 4×4 Carbon Free, o mais citado foi a adição do novo diretor de prova, Alexandre Rech, à equipe da competição. Com o novo membro na equipe, Kassiano Kerber, o Kako, e Giana Moresco, ficaram responsáveis pela organização e secretaria de prova, contando sempre com aquela parceria característica da Copa Scherer com a ajuda de jeep clubes e competidores locais em cada cidade em que a competição acontecia.

Apesar de iniciar na direção técnica de prova da competição em 2019, Rech destaca que a Copa Scherer sempre chamou a sua atenção pelo clima de amizade e o envolvimento dos jeep clubes desde 2014. Para Rech, trabalhar na Copa Scherer neste ano foi uma oportunidade para evoluir como diretor de prova. “Aqui encontrei a matéria-prima para se fazer rally, aliado a receptividade das cidades e dos clubes que ajudaram a compor cada etapa. A Copa Scherer me ajudou a evoluir, por isso deixo meu muito obrigado a todos que puderam andar, se divertir, passar perrengue e colocar mais uns capítulos nas resenhas que o rally proporciona”, afirma.

Eles chegaram “de líder”

Com três vitórias nas quatro primeiras provas do ano, o piloto Leandro Riffel, de Piratuba, e o navegador Michael Masson, de Capinzal, chegaram líderes em Videira, e mais, já eram campeões antecipados. Mas nem por isso deram moleza para os adversários da Graduado, categoria destinada aos competidores mais experientes. Com um segundo lugar na primeira etapa da prova e um primeiro na segunda etapa, eles garantiram mais uma vitória e fecharam o campeonato com quatro primeiros lugares em cinco provas. “Videira foi mais uma prova muito bem feita pela equipe de organização da Copa Scherer. O piso seco facilitou a pilotagem, mas deixou a prova mais técnica onde poucos pontos definem os resultados”, destaca Leandro.

De acordo com o piloto campeão da temporada, a navegação de Michael foi fundamental para conquistar mais um primeiro lugar. “A prova foi excelente, coroando o campeonato e fechando o ano com chave de ouro. As médias justas e pegadinhas muito bem elaboradas deram uma apimentada na prova. Para quem vem competindo na Copa Scherer há anos ficou nítido o crescimento do campeonato com a presença do Alexandre Rech como diretor de prova. Torço que essa fórmula de sucesso se mantenha para o próximo ano”, salienta Michael.

Leandro também destacou a evolução da qualidade das provas da competição em 2019. “A chegada do Alexandre Rech como diretor técnico das provas do campeonato colocou a Copa Scherer no patamar das melhores provas de regularidade do Brasil, sempre ouvindo os competidores, ajustando e melhorando a cada prova. A organização geral também está de parabéns, um campeonato requer pessoas envolvidas nos bastidores que abrem mão dos seus afazeres profissionais para dedicar tempo e empenho para proporcionar aos competidores apenas andar nas provas e se divertirem, tivemos isso em 2019. Pessoas certas nos lugares certos, assim resumo a organização desse excelente campeonato”, encerra o piloto da Graduado.

Categoria Turismo ou Pais e Filhos?

Em 2019 a categoria intermediária da Copa Scherer 4×4 Carbon Free incorporou uma das principais características da competição: o envolvimento das famílias. Na Turismo a disputa do ano contou com quatro duplas de pais e filhos disputando os primeiros lugares dos pódios da categoria. Mas entre os Andrade, os Leobet, os Lacowicz e os Tondin o mais importante não era o número em que o pai e filho subiam em cima do pódio, mas sim o tempo que passavam participando juntos de um esporte que é passado de pai para filho.

Com tanto sobrenome repetido no grid da Turismo, os campeões da prova e da temporada tinham tudo para ser da mesma família. Em Videira quem se saiu melhor na prova foi a dupla de Fraiburgo formada pelo piloto Paulo Lacowicz e pelo navegador Ramon Lacowicz, pai e filho, respectivamente. “A Copa Scherer tem sido uma escola para mim, uma família onde as amizades que fazemos nos impulsionam para alcançar nossos objetivos. Todos são muito competitivos, mas também estão sempre celebrando as vitórias dos amigos e comemorando cada passo juntos. Só tenho a agradecer aos organizadores, patrocinadores e competidores por proporcionar essas experiências que não têm preço, poder escapar da rotina e ter bons momentos para recordar com os amigos é o que faz o rally valer a pena”, vibra Ramon.

Para Paulo, a edição de 2019 da Copa Scherer foi a melhor já realizada até hoje. “Principalmente em termos de provas, médias altas e terrenos espetaculares com pisos secos e lisos. Os pilotos e navegadores precisaram de muito mais técnica e arrojo para vencer os desafios. Esperamos que as boas provas de 2019 tragam mais competidores para 2020, com isso teremos provas ainda mais competitivas e animadas”, comenta Paulo.

Já na temporada quem vibrou mais em família foram os Andrade, ou melhor, o piloto José Andrade Júnior e o seu filho, o navegador Bernardo Schafer Andrade. A dupla de Piratuba terminou a etapa de Videira em quarto lugar, mas o resultado foi suficiente para garantir o título da categoria. Para nós a Copa Scherer está no coração, não há coisa melhor do que poder estar participando desta competição que a cada dia vem evoluindo e criando novos vencedores. A prova de Videira foi uma ótima prova como todas as outras que tiveram este ano, e com ótimos terrenos. Para nós o troféu é estar confraternizando com os amigos e fazer novas amizades no meio off-road”, afirma Bernardo, de apenas 12 anos.

Junior lembra também que a principal disputa do título esse ano ficou na família, já que ele e Bernardo competiram ponto a ponto com o piloto César Leobet e o navegador Eduardo Leobet, também de Piratuba, que são tio e primo, respectivamente, do piloto. “Foi a primeira vez que fizemos o campeonato inteiro e todas as provas foram perfeitas e a cada uma destas a vontade de lutar pelo troféu de campeão aumentava para ver a alegria do meu filho. Outro detalhe interessante foi poder estar disputando com meu tio e meu primo em uma brincadeira saudável que motiva um ao outro em querer sempre ganhar”, conta o piloto.

Neste ano a dupla de Piratuba também venceu o Campeonato Catarinense de Rally Regularidade 4×4 e em 2020 vai estar competindo pela Graduado, categoria dedicada aos competidores mais experientes. “As expectativas são grandes pois será um novo desafio. Poder andar na Graduado é uma felicidade inexplicável. Vamos andar no meio de quem tem muita experiência, mas vamos fazer o nosso melhor”, diz Bernardo. “Sabemos que as dificuldades vão aumentar, tanto na velocidade, na navegação e na disputa com competidores afiados, mas todo desafio na vida tem que ser superado, então vamos incomodar os amigos da Graduado”, brinca Junior.

Na escola da Copa Scherer quem vibra é a Turismo Light

A Copa Scherer é reconhecida pelos próprios competidores como uma grande escola para pilotos e navegadores começarem do rally e sonharem voos mais altos em competições de nível nacional. Em 2019, duplas formadas nas estradinhas do campeonato do Oeste Catarinense encheram os pódios do campeonato estadual e também conquistaram títulos nos estados vizinhos. No Rio Grande do Sul, o Rally Trancos RS contou com destaques da região como as duplas do Junior e do Bernardo, Ari Tondin e André Tondin e Everton Gratt e Wesley Sari, entre outros destaques em competições pelo país afora.

É nesse clima que a Turismo Light vem crescendo, contando sempre com o maior grid das provas e com duplas surgindo a todo momento, principalmente de parcerias nascidas em jeep clubes e entre as famílias com duplas formadas por casais, irmãos e pais e filhos. Em 2019, por exemplo, Junior e Bernardo trouxeram para o esporte outra dupla de Piratuba, o piloto Rudimar Augsten e sua filha, a navegadora mirim Sofia Storch Augsten, de 15 anos, que contam sempre com o auxílio dos amigos mais experientes.

Experimentação, troca de dupla e título

Em ritmo de experimentar novas experiências quem venceu a prova de Videira foi uma nova dupla que se formou em Joaçaba especialmente para a final. O piloto Valdir Cortina topou o convite do conterrâneo, o navegador Fábio Conte, para substituir seu piloto habitual e ajudá-lo a conquistar o título da Copa Scherer em 2019. “Mesmo sabendo da responsabilidade e sem competir desde a primeira etapa do campeonato, Valdir agarrou a oportunidade de formarmos uma parceria que já analisávamos há anos. A prova foi excelente, médias justas e local desafiador, onde o diretor de prova não poupou esforços para fechar o ano com chave de ouro”, diz Fábio. “A Copa Scherer está em um nível técnico muito bom, eu aprendo muito e a gente vê que os competidores aqui da região estão se destacando muito nos outros campeonatos que eles frequentam”, destaca Valdir.

Com os resultados de Videira, o piloto de Capinzal, Gilson Savaris, conquistou o título da Turismo Light. Gilson disputou a temporada com dois navegadores, Luiz Surdi, de Capinzal, na primeira prova do ano, e nas restantes competiu ao lado de Matheus Driessen, de Caçador. Mas o título ele dedica a navegadora que não pôde estar presente ao seu lado em 2019, mas que faz parte da conquista de outro “troféu” do piloto. “A minha esposa Paula não pôde navegar neste ano devido a gravidez, mas incentivou para que eu fizesse todas as provas, por isso dedico o campeonato a ela e a nossa filha que chega no início de 2020”, conta Gilson.

De acordo com o piloto campeão da Turismo Light, a qualidade técnica das provas de 2019 e o nível da categoria destinada aos iniciantes cresceu muito na competição. “A diversão foi na poeira em Videira e o Rech guardou umas peripécias para a última prova do ano para fazer os pilotos fazerem umas manobras a mais se não estivessem ligados. O campeonato como um todo foi muito bom, foram provas técnicas, bem elaboradas e limpas para não quebrar os carros. Esse conjunto entusiasmava a cada prova e incentivava a participar da próxima”, destaca.

Gilson ainda lembra que o novo navegador está retornando aos rallys neste ano. “Mas parece não ter parado porque navega muito”, sublinha. Matheus ficou com a segunda colocação na classificação geral da competição, pois participou de quatro das cinco provas do ano. A dupla terminou a prova de Videira em terceiro lugar. “A etapa foi disputada nos milésimos de segundo e a diferença de pontos entre os cinco primeiros colocados foi super apertada. Com médias mais tranquilas e uma navegação no mesmo ritmo, o segredo era não errar nenhuma referência. Estando parado na navegação há anos e conseguindo segundo lugar no geral foi sensacional! Voltar para os rallys é muito bom, o campeonato foi muito bem levantado, muito bem conferido e apurado. Com certeza 2020 vai ser sensacional”, acredita Matheus.

Para o próximo ano a organização já aponta novidades, mas a formatação do campeonato apenas será divulgada após reunião com os patrocinadores e organizadores. Enquanto isso, os principais destaques de 2019 seguirão abastecendo os conteúdos das mídias sociais da competição e incentivando novos pilotos e navegadores a virem fazer parte da família Copa Scherer 4×4 Carbon Free.

Acompanhe a Copa Scherer!

Participe das atividades da competição acompanhando a página do Facebook da Copa Scherer no endereço fb.com/copascherer4x4carbonfree e também o grupo do Facebook pelo link fb.com.com/groups/copascherer4x4carbonfree. No Instagram a competição está presente com o perfil @copascherer4x4carbonfree e também conta com Canal no YouTube, acesse e assista as aventuras da galera do oeste catarinense.

Compromisso ambiental

A especificação Carbon Free está ligada ao compromisso ambiental dos competidores e patrocinadores da Copa Scherer 4×4. Todo o carbono emitido pelos veículos é neutralizado por meio do plantio de árvores nativas. A atividade na maioria das vezes é realizada ainda em meio à prova. A cada 100 quilômetros percorridos por veículo, a organização garante que uma árvore seja plantada.

A Copa Scherer 4×4 Carbon Free tem supervisão da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) e da Federação de Automobilismo de Santa Catarina (Fauesc) e organização da West Eventos 4×4 Carbon Free. O patrocínio é de Scherer Autopeças, Mahle Original, Filtros Tecfil, Sabó, Motorkote, Monroe Amortecedores, SFI CHIPS, Maxxis Pneus, Salgadinhos STRIKE, Cup Noodles e Berg Bier Cervejaria. A etapa local conta com apoio do Posto Dois Pinheiros e do Hotel das Videiras.

Confira abaixo os pódios completos da última prova e do campeonato de 2019.

PÓDIOS PROVA VIDEIRA

GRADUADO (Piloto/Navegador)
1º Leandro Riffel (Piratuba-SC) e Michael Masson (Capinzal-SC)
2º Dirceu Potrich (Ipira-SC) e André Lengler (Chapecó-SC)
3º Lauro “Papael” Gomes (Itapema-SC) e Leandro Macedo Ferreira (Curitiba-PR)
4º Everton Gratt (Capinzal-SC) e Wesley Sari (Ouro-SC)
5º Elói Petry e Naor Petry (Joaçaba-SC)

TURISMO (Piloto/Navegador)
1º Paulo Lacowicz e Ramon Lacowicz (Fraiburgo-SC)
2º Denilson Bonfanti e Bruna de Oliveira (São Bento do Sul-SC)
3º Fábio Dalpaz (Rio do Sul-SC) e Deivid Giacometi (Capinzal-SC)
4º José Andrade Junior e Bernardo Schafer Andrade (Piratuba-SC)
5º Carlos Alberto Volpato (Tubarão-SC) e Maurício Ibrahim (Chapecó-SC)

TURISMO LIGHT (Piloto/Navegador)
1º Valdir Cortina e Fábio Conte (Joaçaba-SC)
2º Mauro Ilhacos e André Hachmann (Piratuba-SC)
3º Gilson Savaris (Capinzal-SC) e Matheus Driessen (Caçador-SC)
4º Ramon Oliveira de Souza (Tubarão-SC) e Diógenes Pegoraro (Caçador-SC)
5º Altair Mazieiro e Eduardo Baldissera (Capinzal-SC)

PÓDIOS CAMPEONATO 2019

GRADUADO (Piloto/Navegador)
1º Leandro Riffel (Piratuba-SC) e Michael Masson (Capinzal-SC)
2º Lauro “Papael” Gomes (Itapema-SC) e Wesley Sari (Ouro-SC)
3º Everton Gratt (Capinzal-SC) e Leandro Macedo Ferreira (Curitiba-PR)
4º Dirceu Potrich (Ipira-SC) e Naor Petry (Joaçaba-SC)
5º Eloí Petry (Joaçaba-SC) e Tiago Silva (Gravataí-RS)

TURISMO (Piloto/Navegador)
1º José Andrade Junior e Bernardo Schafer Andrade (Piratuba-SC)
2º Paulo Lacowicz e Ramon Lacowicz (Fraiburgo-SC)
3º Fábio Dalpaz (Rio do Sul-SC) e Deivid Giacometi (Capinzal-SC)
4º César Leobet e Eduardo Leobet (Piratuba-SC)
5º Ari Tondin e André Tondin (Piratuba-SC)

TURISMO LIGHT (Piloto/Navegador)
1º Gilson Savaris (Capinzal-SC) e Fábio Conte (Joaçaba-SC)
2º Altair Mazieiro (Capinzal-SC) e Matheus Driessen (Caçador-SC)
3º Giovani Modolon (Jaguaruna-SC) e Eduardo Baldissera (Capinzal-SC)
4º Ramon Oliveira de Souza (Tubarão-SC) e Diógenes Pegoraro (Caçador-SC)
5º Mauro Ilhacos e André Hachmann (Piratuba-SC)

Fonte: Com 4×4

Foto: Aline Ben

Etiquetas

Alex De Peder

Apaixonado pelo Automobilismo, essa paixao me fez criar um site para todos terem a mesma informação que sempre gostei de receber. 'Tudo posso naquele que me fortalece'

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
X