Motovelocidade – ICGP: a “volta ao passado” de Bob Keller no circuito de Imatra

343

O cenário permanece praticamente inalterado há mais de quatro décadas: casas, muros e até uma linha férrea cruzando o asfalto. Um percurso de estrada como outro qualquer, não fosse o fato de que ele fez parte do Campeonato Mundial de Motovelocidade durante mais de uma década, até 1982. Neste ano, o circuito de Imatra, na Finlândia, voltou a receber uma prova internacional com a realização da terceira etapa do ICGP (International Classic Grand Prix, o campeonato mundial para motos de GP clássicas). Com direito a brasileiro no pódio: ao guidão de sua Yamaha TZ 250 L, Bob Keller terminou em terceiro lugar na primeira corrida da rodada dupla na categoria 250 cm³.

“Gostei demais de ter corrido em Imatra! Quando eu era garoto, a pista fazia parte do Mundial e ela já tinha fama de ser extremamente difícil. Nunca imaginei que um dia eu correria lá, e ainda por cima com uma moto de época”, afirma Keller. Chegar a Imatra já é uma aventura: o circuito fica no norte da Finlândia, próximo à Rússia, e a viagem incluiu uma travessia de balsa de 29 horas. “O paddock é o mesmo da época do mundial e fica em um campo de futebol. E o traçado é intimidador… Tem postes e árvores próximos da pista, nenhuma área de escape e tapumes na reta. Mas, correndo, o foco se volta todo para a pista. E o ambiente é sensacional. O ambiente é familiar, com muitas crianças, e o pessoal é fanático por motocicletas.”

Para dar um toque ainda mais “retrô” à etapa de Imatra, a primeira corrida do ICGP foi disputada sob chuva – exatamente como aconteceu em 1982, último ano em que o GP da Finlândia fez parte do Campeonato Mundial – e o grid de largada teve a presença do finlandês Teuvo “Tepi” Lansivuori, vencedor de oito GPs do Mundial na década de 1970. “Lansi”, como também era chamado, largou e deu uma volta com uma Yamaha TZ 250 H.

A corrida foi extremamente disputada. O finlandês Timo Paavilainen liderou até abandonar ter problemas nos freios. Em seguida, a corrente da moto quebrou, obrigando-o a abandonar. O primeiro lugar passou então para o sueco Peter Linden, mas ele ficou sem combustível na volta final − ele terminou em terceiro em sua categoria, 350 cm³, vencida por Jean-Paul Lecointe. Todas essas ocorrências permitiram ao alemão Stefan Tenndstädt tornar-se o primeiro piloto da categoria 250 a ganhar uma prova do ICGP na classificação geral, com o pódio da classe sendo completado por Colin Sleigh e Bob Keller. “Na chuva, a moto estava muito arisca. Ao cruzar os trilhos de trem molhados, a moto destracionava um pouco. Chegar ao fim já foi sensacional, e mais ainda subir ao pódio”, conta o brasileiro.

No dia seguinte, o clima já era totalmente diferente: fazia sol quando as motos do ICGP alinharam para a segunda corrida. O britânico Ian Simpson, que havia abandonado a primeira corrida, assumiu a liderança na segunda volta e venceu na geral e na 350 cm³, deixando a briga pelo segundo lugar para Lecointe e Linden. Tennstädt voltou a vencer na 250 cm³, consolidando a liderança no campeonato. Bob Keller abandonou devido a um furo no radiador de sua moto, mas mesmo assim manteve a vice-liderança do campeonato.

Animado, Keller se prepara para a próxima corrida do ICGP, que acontecerá neste fim de semana no circuito inglês de Donington Park. O vídeo da segunda corrida de Imatra pode ser visto em https://youtu.be/vi8rlhnaSIg.

Os resultados em Imatra

Prova 1 – 250cc:

1) Stefan Tennstädt (Alemanha);

2) Colin Sleigh (Grã-Bretanha);

3) Bob Keller (Brasil).

350cc:

1) Jean-Paul Lecointe (França);

2) Pasi Huomanen (Finlândia);

3) Peter Linden (Suécia).

Prova 2 – 250cc:

1) Stefan Tennstädt (Alemanha);

2) Grant Boxhall (Austrália);

3) Bernard Tabarly (França).

350cc:

1) Ian Simpson (Grã-Bretanha);

2) Jean-Paul Lecointe (França);

3) Peter Linden (Suécia).

Classificação do campeonato – 250cc:

1) Stefan Tennstädt (Alemanha), 140 pontos;

2) Bob Keller (Brasil), 72;

3) Yves Hecq (Bélgica), 70.

350cc:

1) Jean-Paul Lecointe (França), 127;

2) Peter Linden (Suécia), 89;

3) Ian Simpson (Grã-Bretanha), 70.

Master:

1) Jean-Paul Lecointe, 145;

2) Stefan Tennstädt, 103;

3) Peter Linden, 96.

YC250cc:

1) Stuart Thomas, 150.

 

 

Fonte: LetraNova

Foto: Classic Moto Photo

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

X