Automobilismo FórmulaF4

F4 – Em prova de recuperação, Gianluca Petecof ganha 11 posições e volta a pontuar na Fórmula 4 Alemã

Depois de ser prejudicado por adversários nas corridas de sábado, brasileiro vai de 20º para nono na terceira bateria em Lausitzring

O brasileiro Gianluca Petecof fez neste domingo uma excelente prova de recuperação e escalou 11 posições no pelotão para terminar em nono na terceira bateria da rodada de Lausitzring pelo Alemão de Fórmula 4. Com o resultado, ele voltou a pontuar na competição, depois de ser prejudicado por adversários e abandonar as duas corridas de sábado.

Como o grid de largada da terceira bateria é definido pelo resultado da segunda prova de sábado, o piloto da Academia Shell Racing teve de largar em 20º e último lugar neste domingo. Mas o brasileiro de 15 anos foi o piloto que mais evoluiu na prova.

Logo na primeira volta, ele se livrou de quatro adversários e ainda contou com um abandono para subir para o 15º lugar. Em quatro voltas, Petecof fez mais três ultrapassagens e se posicionou em 12º, onde ficou a maior parte da corrida.

Nos minutos finais, Gianluca se aproximou do top 10 com um forte ritmo e, em apenas duas voltas, pulou para o nono lugar, com ultrapassagens e aproveitando contratempos de adversários, garantindo assim mais pontos para o Prema Powerteam.

Gianluca Petecof volta a acelerar daqui a duas semanas, em Monza, pelo Italiano de F4, no qual é o melhor estreante na tabela, em quinto no geral. Já pelo Alemão, a próxima rodada tripla será nos dias 9 e 10 de junho em Spielberg (Áustria).

 

O que disse Gianluca Petecof:

“Foi um fim de semana de muitos pontos perdidos. Depois de uma classificação difícil, na primeira corrida eu vinha recuperando na largada, mas depois um carro deixou óleo na pista e praticamente todos passaram reto, pararando na brita. Só que os da frente se beneficiaram porque não tinha ninguém parado lá e eles conseguiam voltar para o asfalto. Mas aí um piloto rodou e atrás dele todo mundo começou a engavetar, então a minha corrida terminou ali, na segunda volta. Na segunda corrida, largando de 11º, eu vinha recuperando de novo e, quando fui fazer a ultrapassagem pelo oitavo lugar, coloquei por dentro e estava lado a lado, mas o outro piloto (Andreas Estner) continuou fechando e houve o toque. Depois, o piloto foi repreendido pelos comissários, disseram que ele trancou e fechou, mas não deram nenhuma punição porque tínhamos ababdonado a corrida. Na terceira corrida larguei de último porque não terminei a segunda prova, e é esse resultado que conta para o grid. Foi uma boa corrida, bem consistente, vim recuperando sempre, ganhei 11 posições para terminar em nono. É claro que está longe de onde queremos chegar. Nossa situação como equipe é um pouco diferente do Alemão para o Italiano. Nas pistas alemãs, o time vem enfrentando dificuldades para encontrar o balanço do carro, não só eu mas meus companheiros de equipe também, e tem outras equipes que estão um passo à frente. Agora é trabalhar junto, temos total potencial para fechar o ano bem forte, temos pilotos que podem ajudar a equipe, temos um conjunto para chegar a um bom nível”

 

 

 

Fonte: Luis Ferrari

Foto: Prema Powerteam

Etiquetas

Alex De Peder

Apaixonado pelo Automobilismo, essa paixao me fez criar um site para todos terem a mesma informação que sempre gostei de receber. 'Tudo posso naquele que me fortalece'

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
X