AutomobilismoStock Car

Na Capital do Café, o povo pede água

Londrina oferece um sol para cada um na Stock Car; azar dos pilotos, que precisam enfrentar uma sauna chamada de carro com 70ºC - só que sem umidade e sem essência de eucalipto.

Se você oferecesse um café quentinho para o maior amante possível desta bebida maravilhosa dentro de um carro de Stock Car nesta sexta-feira em Londrina, ele negaria. Afinal, seria capaz de estar mais quente dentro do carro que dentro do copo, tamanho o calor que fez na cidade nesta sexta-feira.

Com 35ºC de temperatura ambiente, uma umidade relativa do ar de 21%, o sofrimento foi garantido para os pilotos. Afinal, dentro do carro, com o motor ligado e o pesado equipamento antichama (capacete, macacão e afins), as temperaturas internas batem na casa dos 70ºC. Uma sauna sem umidade e sem o cheirinho de eucalipto.

Hoje treinamos no horário da corrida, então tivemos uma reprodução do que veremos no domingo e já deu pra ver que serão duas corridas muito difíceis. Encontramos o caminho nos treinos de hoje, mas temos que ficar atentos para o desgaste nas provas, principalmente dos pneus“, comenta o piloto Lucas Foresti, da CVC Full Time Academy.

O pensamento nesta sexta-feira, na realidade, foi duplo: pensar num acerto rápido para a tomada de tempos de amanhã às 13h e analisar o desgaste em ritmo de corrida para o domingo. Acho que fizemos um bom trabalho. Agora é estudar os números para não termos surpresa amanhã“, completa. A tomada citada por Lucas será exibida ao vivo neste sábado pelos canais SporTV, assim como as duas corridas do domingo.

 

 

Fonte: BVPressServices

Foto: Marcus Cicarello

Etiquetas

Alex De Peder

Apaixonado pelo Automobilismo, essa paixao me fez criar um site para todos terem a mesma informação que sempre gostei de receber. 'Tudo posso naquele que me fortalece'

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
X