AutomobilismoBrasileiro de Turismo

Gaetano di Mauro supera corrida difícil e soma pontos importantes para o campeonato

Piloto da Academia Shell Racing correu quase toda a prova com danos na carroceria e terminou em oitavo lugar após largar em 11º

Gaetano di Mauro enfrentou mais uma corrida de dificuldades neste domingo em Cascavel, mas ainda assim salvou pontos importantes para a disputa do título do Brasileiro de Turismo ao terminar na oitava colocação.

Depois de ter abandonado a prova de sábado devido a um furo de pneu, Gaetano largou em 11º lugar e logo no começo ganhou posições, mas já na terceira volta o piloto da Academia Shell escapou na curva do Bacião e bateu no guard rail.

Apesar de danos na carroceria na parte traseira, e de ter caído para 11º novamente, o piloto do carro #11 se manteve na pista, já que a suspensão traseira direita resistiu ao impacto na barreira e não foi afetada.

Gaetano proporcionou um dos grandes momentos da prova ao ultrapassar dois concorrentes de uma só vez e subiu para sétimo depois da janela obrigatória de pit stops. No fim, o lastro de 80 kg pela liderança na tabela atrapalhou o rendimento e Di Mauro caiu para oitavo.

O próximo desafio de Gaetano di Mauro será nos dias 1º e 2 de julho, em Curitiba.

 

Classificação do campeonato:

1º P.Rimbano – 63 pontos
2º G.Robe – 61
3º G.Frigotto – 61
4º G.di Mauro – 56
5º G.Borlenghi – 51

 

O que eles disseram:

“Não foi o resultado esperado no fim de semana. Ainda conseguimos somar alguns pontinhos, mas não o suficiente para ficar na liderança. De qualquer forma, estamos bem perto. Agora é focar nas próximas etapas, esse peso menor vai nos ajudar, pois Curitiba é uma pista de alta e o peso deve fazer grande diferença numa disputa bem apertada”

Gaetano di Mauro, piloto do carro #11
“Tivemos dois fins de semana com problemas. Aqui foi a bomba de gasolina e um pneu furado no sábado, mas o que vale é que somamos pontos muito importantes para o campeonato. Agora vamos para uma pista historicamente boa para a nossa equipe, em Curitiba, e sem o lastro de 80 quilos, o que deve nos ajudar também. Iremos com 60 quilos, esses 20 quilos fazem diferença ”

Serafin Jr. chefe da equipe W2

 

 

Fonte: Luis Ferrari

Foto:  José Mário Dias

Etiquetas

Alex De Peder

Apaixonado pelo Automobilismo, essa paixao me fez criar um site para todos terem a mesma informação que sempre gostei de receber. 'Tudo posso naquele que me fortalece'

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
X